5 Dicas Para Proteger Seus Pets e Filhos Do Calor Excessivo

Publicado em: 29 de novembro de 2023 Por:

Compartilhar:

WhatsAppFacebook

O verão é uma época do ano que muitas pessoas adoram, mas que também pode trazer alguns riscos para a saúde e o bem-estar dos nossos companheiros de quatro patas e das nossas crianças. O calor extremo pode causar desidratação, hipertermia, queimaduras solares e até mesmo insolação, que pode ser fatal. Por isso, é importante tomar alguns cuidados para evitar que os nossos amados sofram com as altas temperaturas. Neste artigo, vamos dar 5 dicas simples e eficazes para proteger seus pets e filhos do calor excessivo. Acompanhe!

5 Dicas Para Proteger Seus Pets e Filhos Do Calor Excessivo

Uma história de alerta

Antes de entrarmos nas dicas, vamos contar uma breve história que ilustra como o calor pode ser perigoso para os animais e as crianças. Em 2020, um casal de São Paulo saiu para fazer compras e deixou seu cachorro e seu filho de 2 anos dentro do carro, com os vidros fechados. Eles acharam que seria rápido e que o ar-condicionado do veículo manteria o ambiente fresco. No entanto, eles demoraram mais do que o previsto e, quando voltaram, encontraram uma cena trágica: o cachorro e o menino estavam mortos, vítimas de insolação. A temperatura dentro do carro chegou a 50 graus Celsius, o que provocou uma falência dos órgãos dos dois. O casal foi preso por abandono de incapaz e maus-tratos a animais.

Essa história, infelizmente, não é um caso isolado. Todos os anos, há relatos de animais e crianças que morrem por causa do calor dentro de carros, casas ou outros locais fechados e sem ventilação. Por isso, nunca deixe seus pets e filhos sozinhos em ambientes que possam superaquecer, mesmo que seja por alguns minutos. Essa é a primeira e mais importante dica deste artigo.

5 Dicas Para Proteger Seus Pets e Filhos Do Calor Excessivo
one girl splashing a water balloon to another girl

Dicas para proteger seus pets e filhos do calor excessivo

Além de evitar deixar seus pets e filhos em locais fechados e quentes, há outras medidas que você pode tomar para garantir o conforto e a segurança deles nos dias de calor. Veja a seguir:

  • Ofereça água fresca e limpa à vontade. A hidratação é fundamental para evitar a desidratação e a hipertermia, que são condições que podem levar à morte. Mantenha sempre um recipiente com água à disposição dos seus pets e filhos, e troque a água com frequência. Você também pode colocar pedras de gelo na água para mantê-la mais gelada, ou oferecer frutas e legumes ricos em água, como melancia, melão, pepino e cenoura.
  • Evite passear nos horários de sol forte. Prefira levar seus pets e filhos para passear no início da manhã ou no final da tarde, quando o sol está mais fraco e a temperatura mais amena. Escolha locais com sombra, grama e árvores, e evite o asfalto e o concreto, que podem queimar as patas dos animais e os pés das crianças. Leve sempre um cantil com água e um protetor solar adequado para cada um. Se possível, coloque chapéus, bonés ou viseiras nos seus filhos e nos seus pets, para proteger a cabeça e os olhos do sol.
  • Mantenha o ambiente fresco e ventilado. Em casa, procure deixar as janelas abertas para circular o ar, ou use ventiladores ou ar-condicionado para refrescar o ambiente. Coloque toalhas ou panos úmidos no chão ou nas camas dos seus pets e filhos, para que eles possam se deitar e se refrescar. Você também pode borrifar água nos pelos dos animais e na pele das crianças, ou dar banhos frios ou mornos, para aliviar o calor. Evite cobrir seus pets e filhos com cobertores ou roupas pesadas, e prefira tecidos leves e claros.
  • Fique atento aos sinais de desconforto e de alerta. Observe se seus pets e filhos estão ofegantes, cansados, apáticos, com a língua para fora, com as mucosas secas ou avermelhadas, com a saliva grossa ou espumosa, com o coração acelerado, com tremores, convulsões ou perda de consciência. Esses são sintomas de que eles podem estar sofrendo de hipertermia ou insolação, que são emergências médicas. Nesses casos, você deve levar seus pets e filhos imediatamente para um local fresco e arejado, oferecer água, umedecer o corpo com água fria e procurar um veterinário ou um pediatra o mais rápido possível.
  • Consulte um veterinário e um pediatra regularmente. A prevenção é sempre o melhor remédio, por isso, não deixe de levar seus pets e filhos para consultas periódicas com um veterinário e um pediatra, respectivamente. Eles poderão avaliar a saúde dos seus companheiros, orientar sobre os cuidados adequados, indicar vacinas, vermífugos, repelentes e outros produtos que possam ajudar a protegê-los do calor e de outras ameaças.5 Dicas Para Proteger Seus Pets e Filhos Do Calor Excessivo

Dúvidas comuns sobre animais, crianças e o calor

Você ainda tem alguma dúvida sobre como cuidar dos seus pets e filhos nos dias de calor? Veja algumas perguntas e respostas que podem esclarecer as suas questões:

  • Posso raspar o pelo dos meus pets no verão para eles sentirem menos calor? Não, isso não é recomendado. O pelo dos animais funciona como um isolante térmico, que ajuda a manter a temperatura corporal estável e a proteger a pele dos raios solares. Se você raspar o pelo dos seus pets, eles podem ficar mais expostos ao calor e ao sol, e sofrer queimaduras, irritações e infecções. O ideal é manter o pelo dos seus pets limpo, escovado e aparado, mas sem exageros.
  • Posso dar sorvete, picolé ou geladinho para os meus pets e filhos se refrescarem? Não, isso também não é aconselhável. Esses alimentos são muito doces e podem causar problemas digestivos, como diarreia, vômito e cólica, tanto nos animais quanto nas crianças. Além disso, eles podem provocar uma queda brusca da temperatura corporal, o que pode ser prejudicial para a saúde. O melhor é oferecer água, frutas e legumes frescos, que são mais saudáveis e nutritivos.
  • Posso usar o mesmo protetor solar nos meus pets e nos meus filhos? Não, isso pode ser perigoso. O protetor solar humano pode conter substâncias tóxicas para os animais, como zinco e oxibenzona, que podem causar intoxicação se ingeridas. Além disso, o fator de proteção solar (FPS) pode ser diferente para cada espécie e tipo de pele. Por isso, você deve usar um protetor solar específico para cada um dos seus pets e filhos, seguindo as orientações do veterinário e do pediatra.

5 Dicas Para Proteger Seus Pets e Filhos Do Calor Excessivo

Neste artigo, você aprendeu 5 dicas para proteger seus pets e filhos do calor excessivo, que são:

  • Evitar deixar seus pets e filhos em locais fechados e quentes;
  • Oferecer água fresca e limpa à vontade;
  • Evitar passear nos horários de sol forte;
  • Manter o ambiente fresco e ventilado;
  • Ficar atento aos sinais de desconforto e de alerta;
  • Consultar um veterinário e um pediatra regularmente.

Esperamos que essas dicas sejam úteis para você e para os seus companheiros, e que vocês possam aproveitar o verão com saúde, segurança e diversão. Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos e familiares, e deixe um comentário abaixo com a sua opinião sincera e suas sugestões. Obrigado pela leitura e até a próxima!

Compartilhar:

WhatsAppFacebook

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To top